“Quanto estamos comprando de SEO?”

Sim, eu já ouvi esta frase, caros leitores. Afinal de contas, o Marketing é sulfúrico e muita gente confunde SEO e SEM! Tudo bem que ninguém nasce sabendo, mas já passou da hora de muitos profissionais que ocupam cargos de alta gerência e diretoria começarem a entender de Internet, concordam? O futuro de muitas empresas vai depender de quão lembradas e positivamente polarizadas suas marcas estarão na rede, sem falar no futuro desses próprios profissionais.

Em primeiro lugar, SEO ou Search Engine Optimization não se compra! Então imaginem como é muitas vezes difícil explicar para o chefe que “isso não é de comer”… SEO se constrói, se arquiteta, se indexa. E tudo isso porque os buscadores (como Google e Bing) mudaram a maneira como todos nós procuramos por informação. O imediatismo do Real Time Search faz com que a escrita para a Internet seja totalmente diferente da produção jornalística ou para revista, por exemplo. Na Web precisamos nos preocupar com o que o usuário procura e como ele pretende encontrar essa informação. É nesse contexto que surgem as famigeradas keywords.

De acordo com um estudo do Google de 2009, 81% dos usuários de Internet entram em sites via Search Engine. Só este dado nos faria parar para pensar que SEO é uma prática vital para a geração e manutenção de tráfego qualificado, espontâneo, orgânico e gratuito, que é gerado dos buscadores para a sua mídia própria.

Um site bom possui audiência. Isto é fato. Não basta ter bom design, arquitetura de informação planejada e usabilidade eficiente. Você precisa ser encontrado! E encontrado facilmente.

Share This Article :

Related Posts

Comments (12)

  1. Guilherme Dorf says:

    Belo post Bulla. Eu também não consigo me conformar que muitos profissionais respondam “Ahnnn” quando questionados sobre o uso de SEO. Entendo que a maioria dos diretores e gerentes não têm tempo para estudar sobre esse conceito delegando a tarefa para os mais jovens ou aglomeram Adwords, Analytics, Twitter, Fb, webmaster tools como “farinha do mesmo saco”

    Esse fato poderia justificar as excelentes audiências conquistadas por sites produzidos por jovens que compreendem a importância do SEO como o B9, por exemplo.

    Abs

    1. edmarbulla says:

      Oi Guilherme, concordo contigo que muitos executivos acreditam que tudo o que é Web é “farinha do mesmo saco”, o que compromete desde a disseminação da cultura digital, passando pela priorização de atividades, até a alocação correta de recursos, sejam eles humanos, tecnológicos ou financeiros. Obrigado pelo comentário. Até breve, Bulla.

  2. Pedro - Pex says:

    Olá Bulla, pelo sucesso do seu blog e pelo seus post fica na cara que vc entende do que faz, mas também parece que é uma especie de “Mestre Yoda” das empresas onde trabalha, pelo menos na área de MKT.

    Abraços e sucesso!

    1. edmarbulla says:

      Oi Pedro, sou apaixonado por Marketing e Comunicação e talvez isso me motive a escrever sobre minhas experiências. Acredito que todos nós aprendemos todos os dias, assim como aprendi com seu comentário. Algo que desenvolvi, trabalhando em grandes empresas e agências é que, como gestores, temos que dar todo o suporte para que os talentos que estão em nossos times possam brilhar. E quanto menos na posição de “mestres” nos colocamos, mais gostoso e humano o trabalho fica. Obrigado pelo comentário. Até breve, Bulla.

  3. Tiago Estill de Noronha says:

    Acho que essa pergunta poderia ser interpretada como “Quanto estamos gastando com SEO?” (recursos, pessoal, salario pra consultores externos etc), ou “Quão eficaz os nossos esforços na área de SEO estão sendo?”

    1. edmarbulla says:

      Oi Tiago, acredito que a pergunta pode ter variações, dependendo do contexto. No caso específico do post, a confusão aconteceu porque o executivo citado acreditava que SEO era uma espécie de formato publicitário, que se poderia comprar num plano de mídia encomendado para uma agência. Suas observações, portanto, são mais profundas e consistentes do que a pergunta que originou o post. Como o Guilherme Dorf mencionou, um dos grandes problemas de muitos executivos de Marketing é acreditar que “tudo é a mesma coisa”. Obrigado pelo comentário, que adicionou elementos novos à discussão. Até breve, Bulla.

  4. Eduardo Tafner says:

    Não relacionado ao blog em si, mas tenho que dizer que você faz direito o que muitos não fazem. Termos em línguas estrangeiras em itálico, por exemplo. Fantástico.

    Estou começando a indicar o seu blog 🙂

    E relacionado ao post: fantástico, da mesma forma. Eu não sou do ramo, mas entendo tudo perfeitamente.

    Abraço!

    1. edmarbulla says:

      Eduardo, obrigado pelos elogios. Fique à vontade para sugerir, opinar, criticar. O blog ainda tem muito a melhorar e a participação de vocês é fundamental. Abraço, Bulla.

  5. Helivander says:

    Ótimo post Bulla, e reflete o que vejo no seu blog. Ótimo trabalho na construção da página, e o carinho ao desenvolver cada post. Muito bom mesmo.

    1. edmarbulla says:

      Obrigado. Este espaço é nosso e você pode sugerir posts, além de opinar, criticar, comentar… Quando decidi fazer o blog, sabia que seria um esforço adicional para gerenciar os compromissos profissionais, a agenda pessoal e as responsabilidades do blog. Mas estou contente com o resultado, até aqui. Espero poder atender às expectativas dos leitores e manter o conteúdo sempre atualizado, gerando discussões proveitosas. O grande estímulo é poder criar uma arena para debates. Por isso, volte sempre. Até breve, Bulla.

  6. Daniel Moraes says:

    Bulla, muito obrigado pelo esclarecimento! Seus Posts são extremamente inteligentes.

    1. edmarbulla says:

      Obrigado pelo comentário e pelo elogio. Abraço, Bulla.

Leave A Reply