Descubra como funciona o fluxograma Blueprint

Com foco nas pessoas que usam um determinado serviço surgiu o Blueprint, um fluxograma baseado e criado a partir do mapeamento da experiência do consumidor em relação a um produto ou serviço. O mapa permite observar como um serviço funciona ou funcionará e quais são as decisões que os administradores devem tomar para melhoria e inovação de um serviço prestado. Por meio de várias linhas e etapas é possível visualizar os cenários que envolvem o produto ou serviço, jornada do cliente e como ocorre o consumo, auxiliando assim no desenvolvimento de negócios que são voltados à experiência.

Esse tipo de mapa muda o foco de criação das organizações com uma visão de fora para dentro a fim de criar empatia com o público que consome seus serviços ou produtos e valorizar a interação entre a marca e o consumidor. Conheça os principais elementos do Blueprint para mapear os pontos de contato com os clientes e tornar a prestação de serviço mais satisfatória, identificando falhas e oportunidades.

Bastidores: no fluxograma esse eixo é representado por todos os processos que estão na linha da invisibilidade, como os sistemas, processos e ações que os clientes não veem em um serviço prestado. Os bastidores da operação podem ser divididos em linhas, estruturas ou áreas de responsabilidade como Financeiro, Marketing, Comunicação, Recursos Humanos e outros.

Canais de contato: para se comunicar com os clientes é preciso estabelecer canais de contato que podem ser telefone, site da empresa, SAC ou 0800. Esses pontos de relacionamento ajudam a encontrar falhas de atendimento e mapear o comportamento do consumidor.

Ações e movimentos: as ações e os movimentos dos clientes devem ser o principal foco de atenção. Com um mapa linear de Blueprint é possível observar as ações e interações mais comuns do cliente e empresa, como descoberta, decisão, problemas e uso.

Share This Article :

Related Posts

Leave A Reply