Tag cloud e a importância da palavra-chave

Vamos começar simplificando: tag e palavra-chave são as mesmas coisas. Outro conceito simples: usamos a tag para classificar todo o conteúdo digital que produzimos. Se o Del.icio.us usa tags para classificar os sites, se o Flickr faz o mesmo para classificar fotos e o You Tube para vídeos, por que é que você, ao produzir conteúdo para a web, não faria o mesmo?

É justamente através de palavras-chave que fazemos buscas no Google e é por meio delas que o Google se organiza e funciona, enquanto buscador. Quer mais um exemplo? Comunidades no Orkut são facilmente encontradas quando digitamos tags específicas no campo de busca.

A palavra-chave é praticamente um índice de organização e catalogação do conteúdo digital. E isso não é uma invenção contemporânea, porque os bibliotecários já faziam registros de palavras específicas para identificar determinada obra ou conteúdo produzido, para compilar e encontrar facilmente algo que procuravam. É a metodologia do trabalho científico aplicada à Internet.

Na era do compartilhamento e do conteúdo colaborativo, a tag é talvez um dos ícones mais representativos. Além da organização do conteúdo, usamos palavras-chave para indexar páginas, facilitar o trabalho dos crawlers (e para melhorar nosso page rank, não é mesmo?) e para gerenciar todos os esforços de SEM. Indo mais além, podemos dizer que as pessoas até navegam menos na rede porque encontram exatamente aquilo que buscam ao utilizar o mecanismo e a lógica das palavras-chave. Portanto, vão direto ao ponto ou muito próximo dele.

E os buscadores estão cada vez mais organizados e específicos, refinando as buscas por tipo e objetivo: para procurar blogs vamos ao Technorati ou ao Google Blog Search; para fotos, vamos ao Flickr; para vídeos… Adivinhem onde??? Palavras-chave ainda são importantes para se criar URLs mais digeríveis e de fácil leitura, porque ainda tem muita página por aí com verdadeiros códigos depois da barra, impossíveis de serem memorizados, quando uma simples normatização ou padrões ao se criar uma página deveriam ser aplicados.

De acordo com Breno Lima, especialista em marketing de busca, o conteúdo da Internet hoje já é criado pensando em tags e como os usuários encontrarão aquela informação na rede. “Escrever para Internet é diferente de escrever para mídia impressa. Você precisa se preocupar principalmente em como os leitores chegarão até seu conteúdo”, afirma Breno. Um dos quesitos de um bom conteúdo na Internet é a quantidade de acessos. “Para garantir um grande volume de visitas, muitas vezes é preciso sacrificar alguns termos que deixam o texto mais ‘bonito’, substituindo-os por outros termos mais buscados pelos usuários. Isto torna o texto mais relevante para os buscadores, que não interpretam o texto, mas associam sua relevância à repetição de palavras-chaves”, conclui.

A tag cloud (ou nuvem de palavras) é um bom visualizador de como estão dispostas as palavras-chave em uma página específica, justamente porque mostra quais tags estão sendo usadas e quais são as mais recorrentes, porque estão em maior ou menor corpo de letra. Assim fica fácil, tanto para o leitor, quanto para o autor, identificar e acessar conteúdos de seu interesse.

Se você possui um blog ou site e ainda não tem uma tag cloud, seus problemas acabaram!  Basta utilizar uma ferramenta como o Tag Cloud Generator, que é grátis e super simples de usar: acesse o link, informe a URL da sua página e pronto! Será criada a sua nuvem de palavras padrão. Se você quer uma tag cloud diferente (mas que não dá pra ser usada no blogspot, por exemplo), vá até o Wordle. É uma ferramenta que faz tag cloud do que você quiser, a partir de um texto ou de uma URL. É possível ainda escolher diferentes layouts, cores e fontes. Divirta-se!

Share This Article :

Related Posts

1 Comment

  1. […] This post was mentioned on Twitter by Edmar Bulla. Edmar Bulla said: Post #sulfurico de hoje: você anda cuindando bem das suas tags? http://migre.me/tkLX […]

Leave A Reply